Blog

O que fazer em caso de uma falta injustificada na segunda-feira?

Publicado em: 05-06-2016
falta injustificada

O fim de semana acabou e logo na segunda-feira de manhã você percebe que um de seus funcionários não irá trabalhar, mas sem motivo algum explicado. E então, como agir diante de uma falta injustificada? É o que você vai descobrir já, de acordo com a resolução da Lei!

Todos nós já precisemos ou precisaremos faltar em nosso trabalho por algum motivo, em algum momento da vida.

Mas uma falta não planejada ou sem aviso prévio pode acarretar mais trabalho para seus colegas, desorganização do pipeline de tarefas e até mesmo menos lucro para a empresa.

Mas voltemos ao que é importante: afinal, o que é uma falta injustificada?

Para responder a essa pergunta, vejamos algumas das faltas que são caracterizadas como uma falta justicada:

  • Folgas dadas pela empresa/empregador;
  • Licença remunerada;
  • Serviço ao Exército;
  • Até 2 dias, sendo em sequência ou não, para alistamento como eleitor;
  • 5 dias seguidos na semana de nascimento de um filho e em períodos de licença-maternidade ou aborto espontâneo;
  • 3 dias seguidos em situação de casamento;
  • 2 dias seguidos no falecimento de pai, mãe, irmãos, avós, marido, esposa, filhos ou netos, dentre muitos outros.

Por outro lado, muitas pessoas sempre se perguntam: “Falta injustificada: perde o domingo?”. Na verdade, a Lei nº 605/1949 garante que se há descontos da ausência, há também desconto quanto ao repouso semanal, não levando em consideração a duração dessa falta.

Ou seja, a Lei não estabelece o pagamento da falta quando o colaborador não cumprir sua jornada semanal.

3 casos importantes de Falta Injustificada!

 Faltar muito, seja na segunda-feira ou em qualquer dia da semana, pode provocar consequências muito sérias, desde advertância até mesmo a perder o emprego. Veja:

  • Demissão por justa causa: faltar consequentemente, sem alegar um dos motivos que listamos acima pode sim causar a sua demissão. Se após uma advertência verbal e uma advertência escrita houver mais faltas consecutivas, as chances de dizer adeus ao cargo são muito altas. 30 dias de faltas seguidas é considerado como abandono de emprego, ok?
  • Redução nas férias: é possível se ausentar por, no máximo, 5 dias ao longo de um ano, sem justificativa alguma. Caso você ultrapasse esse número de faltas, então esse mesmo número passará a ser descontado em suas férias. Atenção!
  • Desconto de folga remunerada: a CLT prevê o recebimento pelos dias de repouso, incluindo os finais de semana e feriados. A falta injustificada, por outro lado, leva ao desconto na folga remunerada. E tem mais: 1 só falta leva o colaborador a perder seu pagamento pelo dia de repouso.

 Quer saber também como resolver problemas com o Atraso Injustificado? Vem cá!

eBook Aumente a produtividade Tangerino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça o cadastro simplificado e comece a usar agora!