Blog

Controle de Ponto Digital: como o uso correto pode poupar tempo, dinheiro e energia?

Publicado em: 11-12-2017
Controle de Ponto Digital: como o uso correto pode poupar tempo, dinheiro e energia?

Economia é a palavra de ordem para todo gestor empresarial. Afinal, ninguém gosta de desperdiçar recursos preciosos como tempo, dinheiro e energia, certo? Nessa linha de raciocínio, o controle de ponto digital é uma ótima opção para aliviar as perdas dessas demandas e garantir segurança, tanto para empresas quanto para colaboradores.

A tecnologia digital chegou para ficar, e sobre isso não resta dúvidas. Até quem não é muito chegado aos meios tecnológicos reconhece que eles oferecem soluções práticas para a maioria de seus problemas.

Geralmente temos dificuldade para lidar com mudanças — o que é totalmente justificável, já que trabalhar com o que se conhece é bem mais cômodo. Antes de implementar novidades, portanto, é preciso fazer um contrapeso entre as opções e avaliar quais métodos são mais lucrativos no longo prazo.

O relógio de ponto digital é uma inovação criada para facilitar a vida de funcionários e empregadores, permitindo dar um passo em direção ao sucesso da empresa. Neste post, você vai descobrir os principais motivos para abrir mão do ponto analógico e aderir a um controle de ponto digital.

História do relógio de ponto

A primeira máquina que contabilizava as horas labutadas dos trabalhadores surgiu há quase 130 anos, em novembro de 1888. Ela foi patenteada nos Estados Unidos e deu mais autonomia a empregados e empregadores.

Antes de tal invenção, o controle das horas era feito através de vigilantes dos trabalhadores. Eram homens que, literalmente, tomavam conta dos horários dos funcionários das fábricas.

De lá para cá, o relógio de ponto sofreu grandes alterações. Mas a versão eletrônica só chegou ao mercado em meados dos anos 1990, trazendo mais praticidade na hora de registrar o ponto e computar as horas trabalhadas.

Com essa nova versão do relógio, vieram também muitas vantagens. Abaixo, listamos as principais delas!

Conformidade com a lei

O artigo 74 da CLT determina o uso obrigatório do controle de ponto por empresas que têm mais de 10 funcionários. Tal registro pode ser feito de três formas: manual, mecânico ou eletrônico. Portanto, possuir um relógio de ponto significa estar em dia com a legislação trabalhista.

A Portaria MTE nº 373/11 regulariza o uso do ponto eletrônico, uma vez que existe uma grande adesão por parte das organizações a esse método, devido a sua eficiência e praticidade.

Economia de tempo

Com os registros de ponto cartográficos (feitos por meio do cartão), o tempo gasto para saber quantas horas cada colaborador trabalhou é demasiadamente extenso.

Nesse método, ainda há grande possibilidade de erros, uma vez que a análise dos dados é feita de forma manual.  Um outro fator que pode resultar em uma coleta menos precisa é a quantidade de funcionários de uma empresa, caso ela seja de médio ou grande porte.

Contudo, com o controle de ponto digital, o risco de erros é praticamente nulo e o gasto de tempo é mínimo. O equipamento, além de registrar o ponto e emitir um comprovante, faz a contabilidade das horas trabalhadas, enviando um relatório final.

O resultado disso é menos trabalho operacional e manual para controles e conferências, ou seja, a equipe do RH terá mais tempo para se dedicar às questões mais relevantes e os horários serão calculados com assertividade.

Redução de custos

O mercado financeiro exige cada vez mais das empresas: hoje, fazer “mais do mesmo” não leva ninguém a se destacar. Por outro lado, a organização que otimiza seus processos gerenciais ganha tempo e pode investir energia — e dinheiro — na busca pelo diferencial.

Muitas empresas gastam mais recursos do que o necessário por não aderirem à tecnologia do controle de ponto digital. Um exemplo disso é o pagamento de horas extras feitas indevidamente.

Outros gastos são com cartões, tintas, pastas, armários de arquivos e funcionários para manter esses arquivos em ordem. Esses valores ultrapassam, no decorrer dos meses, os custos com o equipamento digital.

Segurança

Além de dificultarem a contabilização e a averiguação das horas trabalhadas, os sistemas de registro de ponto mecânicos são suscetíveis de alteração. O registro do ponto digital de funcionários é uma forma de evitar fraudes, pois atos como a falsificação de ponto são praticamente extintos.

Isso gera segurança tanto para a empresa quanto para o colaborador. Em casos de processos trabalhistas, por exemplo, as informações do ponto são fornecidas pelo software do relógio digital e isso garante que a justiça cumpra seu papel da forma mais adequada possível.

Aumento da produtividade com o controle de ponto digital

Como já foi dito, o controle de ponto digital ajuda a calcular as horas trabalhadas. Dessa forma, fica bem mais fácil medir a produtividade de cada funcionário dentro do seu horário de prestação de serviços. Empresários que gostam de acompanhar de perto os bancos de horas, as horas extras e fazem o monitoramento do dia a dia de sua equipe, terão maior controle nesses quesitos.

Por onde devo começar a mudança?

Vigilantes, livro de ponto, cartão de papel, cartão magnético ou com código de barras, reconhecimento biométrico através de digitais ou até da face: o processo de evolução dos meios tecnológicos usados para calcular e controlar o ponto de funcionários não cessa e pode facilitar em larga escala a vida de empresários e dos RHs.

Resistir a uma mudança necessária pode atrasar o progresso e, consequentemente, o sucesso de uma organização. Afinal, quando se trata de gestão organizacional, é indispensável reformular alguns âmbitos de uma empresa para que se ganhe visibilidade no mercado e se alcance a excelência.

Com o Tangerino, é possível ter todas as vantagens citadas e muito mais. Nosso software permite que você controle os horários dos funcionários que trabalham externamente e ainda saiba da sua localização em tempo real. Você poderá corrigir pontos direto no sistema, gerar espelho de ponto e também exportar arquivos AFD para outros sistemas.

Monitore as horas trabalhadas de seus colaboradores, reduza gastos com horas extras e acabe com problemas trabalhistas. Além disso, não tenha mais sofrimento para fechar a folha de ponto.

Quer adquirir um controle de ponto digital, mas ainda tem dúvidas sobre o assunto? Então baixe gratuitamente o nosso e-book e conheça melhor o software que oferecemos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça o cadastro simplificado e comece a usar agora!