Blog

A sucesso da gestão financeira da sua empresa está nos detalhes!

Publicado em: 27-04-2018
Sucesso da gestão financeira

Uma gestão financeira eficiente é o que garante a perpetuidade da empresa no mercado. É mediante o controle de entradas e saídas, análise de investimentos e custos que sua organização ganha a capacidade de competir com outros players do mercado e sobressair-se em meio aos concorrentes.

Seria fácil dizermos que a contratação de um bom profissional de finanças pode garantir o sucesso da sua empresa. Contudo, mesmo a pessoa mais competente e organizada não é capaz de gerar bons resultados sem o apoio de toda a organização.

É por esse motivo que o sucesso da sua gestão financeira está nos detalhes! Cada setor pode — e deve! — contribuir para a gestão financeira da empresa.

Seja na hora de comprar insumos para a produção, gerenciar pessoas ou pagar impostos, cada profissional atuante na organização tem sua parcela de responsabilidade sobre o sucesso do negócio.

Quer saber quais detalhes impactam positiva ou negativamente nas finanças empresariais? Continue com a leitura!

Gestão orçamentária

A gestão financeira e orçamentária é imprescindível para manter o controle sobre o capital da empresa. Sempre que o orçamento não é cumprido e os gastos ultrapassam o previsto, você está perdendo sua capacidade de gestão sobre o negócio e pode comprometer os resultados.

O planejamento orçamentário serve para antecipar-se quanto aos custos de manutenção do negócio, facilitar a gestão de riscos financeiros e planejar o futuro da organização.

Trata-se de uma medida proativa para manter a empresa pronta para as mudanças mercadológicas ou então para uma grande oportunidade de investimento.

Diante disso, comece a considerar todos os gastos da sua organização, desde um simples clipe de papel até a folha de pagamento, que costuma comprometer boa parte das receitas.

Defina um orçamento para cada setor, considerando as necessidades de cada um de forma personalizada. Enquanto a recepção exige pouco investimento, o marketing precisa alavancar os negócios. Portanto, o planejamento orçamentário de cada um deve responder às suas características e poder de contribuição para os resultados financeiros.

Compras

Um setor de compras estratégico pode fazer toda a diferença no sucesso financeiro de uma empresa. Isso porque é ele é a porta de entrada dos insumos essenciais à produção e entrega de valor ao cliente final.

Falhas na escolha dos melhores fornecedores, nas negociações de preço e prazo de entrega e também no controle de estoque afetam o fluxo de caixa da organização e comprometem a lucratividade.

Fornecedores ruins, que entregam produtos de má qualidade ou atrasam nas entregas, afetam o relacionamento com seus clientes, comprometendo sua cadeia de valor e, consequentemente, suas vendas.

Más negociações impedem de conseguir melhores preços nas compras ou então melhores prazos de pagamento, o que também pode afetar seu fluxo de caixa. Por fim, uma gestão de estoque falha compromete seu capital de giro e exige uma infraestrutura maior de armazenagem, afetando o financeiro.

Controladoria

Poucas empresas têm um setor de controladoria implementado, exceto as instituições bancárias, que dependem da gestão financeira e controladoria para construir sua reputação no mercado.

No entanto, qualquer organização que queria atingir o sucesso financeiro deveria pensar em auditorias sistemáticas sobre os processos, pautadas em melhores práticas de gestão.

A controladoria entra como órgão fiscalizador dessas melhores práticas, analisando se todos dentro da organização estão cumprindo seu papel na redução de custos, eficiência de processos, produtividade e geração de resultados.

Cabe à controladoria, também, educar o público interno sobre a importância de determinadas práticas, despertando o senso de responsabilidade coletiva sobre os resultados da empresa.

Dessa forma, é possível construir uma cultura focada nos objetivos da companhia e assim gerar melhores resultados financeiros.

Marketing e comunicação

Se você vê o marketing como uma despesa, está na hora de rever seus conceitos! Seja em tempos de crise ou bonança, quem mantém sua marca viva nas mentes e corações dos consumidores é o marketing.

Nossa dica para fazer do marketing um grande aliado no sucesso financeiro do negócio é investir em estratégias mais inteligentes de promoção da marca, produtos e serviços.

A publicidade interruptiva — comerciais de TV, folders, outdoors, entre outros — vem sendo substituída por ações de atração de consumidores. Entram aqui o marketing digital, marketing de conteúdo, SEO e inbound marketing.

Tais estratégias têm maior poder de escalabilidade, portanto, atingem um público maior com o mesmo orçamento investido. Isso se traduz em mais resultados para sua empresa.

Além disso, a capacidade de monitorar ações de marketing em tempo real permite ajustar estratégias antes que você perca dinheiro, potencializando assim a sua lucratividade.

Outra vertente da comunicação que faz toda a diferença nos resultados financeiros da sua empresa é a comunicação interna, isto é, com os funcionários. Quanto mais claro for o diálogo interno, maior o comprometimento das pessoas com os objetivos organizacionais.

Compartilhar objetivos e metas é apenas o início de uma boa comunicação, que deve estender-se para o compartilhamento de responsabilidades e resultados. Vale lembrar que toda conquista deve ser atribuída à equipe, assim como qualquer derrota.

Rotatividade de funcionários

O turnover (rotatividade) é um dos índices que mais impactam nos resultados financeiros de uma empresa. Isso porque existe um custo para contratar, um custo para treinar e um custo para demitir pessoas.

Nesse ínterim, existe ainda o custo de tarefas atrasadas por falta de quem as faça e o custo da sobrecarga de trabalho sobre pessoas que poderiam ser mais estratégicas para sua empresa caso não estivessem cobrindo a falta de profissionais qualificados na equipe.

O excesso de trabalho, além de aumentar os níveis de estresse da equipe e as ausências por motivos de saúde, gera ainda o pagamento de horas extras e demais reflexos na folha de pagamento.

Como você pode observar, uma verdadeira bola de neve em termos financeiros, que pode ser evitada desde o princípio, no processo de recrutamento e seleção.

Ao estabelecer o perfil correto de profissional para ocupar cada cargo e buscar no mercado profissionais que correspondam à necessidade da empresa, as chances de reduzir o turnover são muito maiores.

O alinhamento de expectativas durante a seleção também contribui para tornar o processo mais transparente para ambos lados e evitar a contratação de pessoas que tenham objetivos diferentes dos da empresa, o que fatalmente resulta em maior rotatividade de funcionários.

Por fim, não podemos esquecer da valorização dos profissionais que atuam na empresa. Programas de retenção de talentos, plano de carreira e remuneração variável por resultados são algumas das medidas que podem ser adotadas para evitar o turnover.

Pagamento de benefícios

Benefícios como vale transporte, vale refeição, plano de assistência médica e odontológica, vale farmácia, entre outros, são bastante valorizados pelos profissionais e contribuem para a retenção de talentos. Todavia, é necessário fazer uma boa gestão desses benefícios, para não acabar perdendo dinheiro.

O vale transporte deve ser calculado com base nos dias a trabalhar durante o mês, sendo facultado à empresa realizar o desconto no mês seguinte caso o trabalhador tenha faltado um ou mais dias de trabalho. O mesmo é válido para o vale refeição.

A adesão aos planos médico e odontológico também deve ser gerenciada da forma correta, pois muitos planos de saúde cobram taxas adicionais por entradas tardias no plano corporativo.

Quando um profissional deixa o quadro de colaboradores, também é necessário atualizar todas as bases de dados para evitar o pedido de benefícios para quem já não faz mais parte da organização.

Impostos e contribuições

É fato que o pagamento de impostos e contribuições, como a previdenciária, oneram consideravelmente o caixa da empresa. Entretanto, são obrigatórios e precisamos gerir esses pagamentos da melhor forma possível.

Você pode começar com um bom planejamento tributário, que leve em consideração a gestão de ativos intangíveis não financeiros, isto é, pessoas. Isso porque os órgãos governamentais estão de olho em quem não cumpre com suas obrigações em relação aos trabalhadores.

Empresas que participam de licitações e pregões, por exemplo, são impedidas de concorrer caso tenham a CND – Certidão Negativa de Débitos bloqueada. E, para ter a CND liberada, é preciso estar em dia com o recolhimento do INSS e do FGTS, por exemplo.

Cabe lembrar que os trabalhadores já aposentados que continuam na ativa têm o direito de sacar o FGTS mensalmente, portanto, mais um detalhe a ter em conta para manter sua empresa em dia com as obrigações trabalhistas. Uma denúncia pela falta de recolhimento deste benefício pode gerar multas por parte do Ministério do Trabalho e Emprego.

Controle de horas trabalhadas

Ainda no campo da gestão de pessoas, existe outro fator que pode impactar significativamente na gestão financeira empresarial. É o controle de horas trabalhadas.

A partir do momento que um colaborador tem seu horário de trabalho definido em contrato, é preciso garantir que o mesmo seja cumprido da melhor forma possível, evitando as horas extras.

Como você deve saber, além do adicional por horas trabalhadas a mais, existe incidência desses valores no descanso semanal remunerado (DSR) e nas férias do trabalhador, gerando pagamentos a mais.

Somar os valores pagos a título de horas extras no último ano, bem como seus reflexos, pode dar-lhe uma noção do quanto sua empresa vem gastando desnecessariamente.

A falta de atenção ao cumprimento das horas trabalhadas também pode impactar o financeiro da empresa. É o que ocorre com empresas que não fazem nenhum tipo de controle de jornada, seja por meio de ponto eletrônico ou digital.

Se não há verificação diária do cumprimento de jornada, os trabalhadores podem chegar atrasados ou sair adiantados, o que impacta na produtividade e na geração de resultados para a organização. Mais uma vez, quem sai perdendo é o caixa da empresa.

Para finalizarmos esse tópico, vale lembrar que o controle impreciso de horas pode gerar passivos trabalhistas, trazendo ainda mais despesas para a organização.

Tecnologia

Temos um elemento em comum em todas as áreas mencionadas anteriormente: a tecnologia. Para que sua empresa tenha resultados financeiros mais satisfatórios, é preciso automatizar processos e aumentar a precisão dos dados, evitando erros de lançamento e interpretação.

Também é necessário estar atento à nova dinâmica do mercado, promovendo maior flexibilidade e mobilidade às relações de trabalho. Um gestor financeiro não precisa estar 100% do tempo dentro da empresa, assim como um teleatendente.

A tecnologia permite trabalhar a distância, melhorando a qualidade de vida dos profissionais e contribuindo para a redução de custos da empresa. Mas e o controle da jornada? E a produtividade? E os resultados?

Tudo isso pode ser monitorado por meio de sistemas específicos. Um ERP (Enterprise Resource Planning) atende perfeitamente às necessidades de gestão do financeiro, compras, contabilidade e gestão de pessoas.

Um CRM (Customer Relationship Management) é a ferramenta ideal para alavancar o trabalho de marketing e vendas. Já um sistema de controle de ponto digital é o que você precisa para monitorar a jornada dos seus funcionários, dentro ou fora da empresa.

E vamos além: você pode contabilizar banco de horas, verificar pagamento de horas extras e até acompanhar a rota de vendedores externos. Tudo isso com soluções que cabem na palma da sua mão, por meio de smartphones ou tablets.

Para concluir a nossa conversa

Quando estamos comprometidos com o sucesso da empresa, não há barreira que nos impeça de crescer. E esperamos que este artigo tenha lhe mostrado que qualquer dificuldade que você tenha enfrentado até hoje pode ser solucionada. Basta prestar atenção aos detalhes.

E quando se trata de gestão financeira empresarial, ser minucioso pode poupar algumas centenas de reais, como você deve ter percebido ao longo da leitura.

Aqui na Tangerino, também prestamos atenção aos detalhes, por isso, desenvolvemos uma solução única de controle de ponto para ajudar sua empresa.

Nosso app de controle de ponto foi projetado para atender empresas de pequeno, médio e grande porte, em qualquer lugar do Brasil. Para experimentar essa inovação, basta solicitar o teste grátis por 14 dias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça o cadastro simplificado e comece a usar agora!