Blog

Quais são as vantagens de implementar um RH digital?

Publicado em: 28-07-2017
RH digital

Em um artigo da revista Época Negócios, Anna Tavis — fundadora da consultoria GlobalLabPlus e professora da Universidade de Nova York — alertou que, se o setor de RH não se transformar, ele desaparecerá. Apesar de parecer algo drástico à primeira visa, Tavis evidencia que muitas organizações estão vendo no RH digital a solução para evitar que isso aconteça.

Mas você sabe o que é o RH digital e quais são os seus principais benefícios para uma empresa? Responderemos essas e outras perguntas no artigo de hoje. Acompanhe!

O que é o RH digital?

A área de Recursos Humanos se deparado com muitas ferramentas tecnológicas capazes de atender as suas demandas. Desse modo, muitas das tarefas que antes eram feitas manualmente, hoje são automatizadas. Essa nova realidade é chamada de RH digital.

Com o auxílio de aplicações virtuais de alto desempenho como o software ERP (Enterprise Resource Planning, ou Planejamento de Recursos da Empresa), as instituições têm conseguido integrar seus dados e sistemas de modo a construir estratégias mais assertivas e atingir os seus objetivos.

Essa vem sendo uma tendência cada vez maior entre as organizações do mundo corporativo, tendo como resultado um RH sempre mais eficiente.

Sobre isso, a revista Exame citou um estudo feito pela Boston Consulting Group (BCG) intitulado Creating People Advantage. Nessa pesquisa, foi constatado que as companhias que possuem um RH eficiente têm um resultado econômico duas vezes melhor do que as empresas que carecem de um.

No mesmo artigo, foi incluído um relatório feito pela Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA), que revelou um número ainda mais exato. De acordo com o documento, as empresas que investem na eficiência do RH conseguem atingir uma rentabilidade superior a 37% em relação às outras companhias.

Diante desses fatos, não há argumentos que possam desmerecer a importância do RH digital para as organizações modernas. No entanto, quais as vantagens reais que ele pode trazer para uma empresa? Falaremos a seguir.

Quais são os seus benefícios?

Os processos diários do setor de Recursos Humanos são inúmeros e, muitas vezes, complexos. De fato, toda a instituição é afetada pelos serviços e decisões dessa importante área. Entretanto, quando o RH torna-se digital, há melhoria nas seguintes demandas:

Análises em tempo real

No passado, elaborar um relatório sobre os resultados de um projeto levava muito tempo. Dessa forma, a criação de estratégias alternativas para os empecilhos que apareciam era uma tarefa difícil para os gestores. O efeito disso era um insucesso que poderia ter sido evitado.

Quando a empresa tem o RH digital, ela utiliza ferramentas que possibilitam o compartilhamento instantâneo de informações. Digamos, por exemplo, que o RH de uma organização iniciou um programa de treinamento para os funcionários, com o objetivo de alinhar a equipe interna com a cultura da empresa. Durante a capacitação, são aplicadas várias técnicas para que os colaboradores possam atingir a meta do programa.

Com a ajuda de um software, o responsável pelo treinamento envia para o gestor de recursos humanos — de forma prática e eficiente — relatórios sobre o desempenho de cada participante e também sobre a eficiência dos métodos usados.

Assim, caso haja algum ponto a ser melhorado no programa, o gestor pode ajustá-lo o mais rápido possível, evitando que a empresa invista tempo e dinheiro em um treinamento ineficaz.

Coleta de informações

Outro aspecto muito importante para o setor de RH é ter dados precisos sobre os seus processos internos e externos, sendo a coleta de informações cada vez mais necessária devido ao aumento da dependência das empresas pelos dados fornecidos virtualmente.

Hoje, o RH digital elabora estratégias e toma decisões importantes por meio do sistema Business Intelligence (Inteligência de Negócios). Como essa tecnologia recolhe uma grande quantidade de dados da internet, a empresa pode saber, por exemplo, informações relevantes como o comportamento de consumo do seu público-alvo.

Com base nessas informações, ela pode montar uma campanha de marketing que encantará os consumidores, aumentando assim sua visibilidade e seus lucros.

Integração dos sistemas

A conexão entre o RH e os demais setores de uma empresa é fundamental para o sucesso da organização. Assim, quando uma aplicação virtual como o ERP é utilizada, dados importantes de várias áreas são reunidos, como:

  • ponto eletrônico;
  • folha de pagamento;
  • cálculo de horas extras;
  • controle de banco de horas;
  • benefícios;
  • cargos e salários;
  • cadastro de empregados;
  • processos de recrutamento e seleção.

Vejamos um exemplo prático: digamos que a empresa queira saber o índice interno de turnover. Por meio do sistema, o gestor consegue rapidamente ter uma média de quantos funcionários foram contratados e demitidos durante um período específico, bem como saber o motivo de cada desligamento.

Desse modo, o RH pode, junto à alta administração, criar soluções para que os colaboradores trabalhem com mais satisfação e evitem sair da instituição.

Adequação ao eSocial

O eSocial é um projeto do Governo Federal que visa unificar o envio de informações de colaboradores de uma empresa para os órgãos públicos competentes. Dessa forma, por meio de um único envio, o RH entrega dados importantes referentes ao CACEG, GFID, RAIS, entre outros.

Agora, imagine o tamanho do trabalho exigido dos funcionários se esses dados não estivessem automatizados? Seria necessária uma quantidade significativa de tempo para preencher manualmente cada registro. Além disso, a falta de padronização desses documentos, de acordo com legislação do Fisco, pode ocasionar sérios problemas para a empresa.

No entanto, ao se contar com um RH digital, os sistemas utilizados permitem o aperfeiçoamento e a otimização dessa tarefa – finalizada sempre com perícia.

Otimização do trabalho

Ao implantar soluções da tecnologia no ambiente interno, a instituição certamente aprimora o seu trabalho. Pense na seguinte situação: um gerente de RH está com a missão de selecionar um líder para um determinado setor entre a equipe interna da organização.

Há vários profissionais competentes que podem assumir o cargo, mas, qual deles é o melhor? Por mais que o recrutador seja experiente, detalhes importantes para essa definição podem passar despercebidos.

No entanto, quando um software de gestão comportamental é usado, a possibilidade de escolher aquele candidato com o perfil de líder é muito maior. Além disso, essa tecnologia ainda faz uma previsão do impacto que a escolha pode ter nos processos da empresa.

Agora que você já conhece os benefícios do RH digital, que tal levá-lo à sua organização? Assim, você vai entender na prática como os processos internos do setor podem ficar mais eficientes e mudar os rumos da sua empresa. Aproveite para compartilhar este post nas suas redes sociais e marcar os amigos gestores que podem se beneficiar dessa estratégia!

Faça o cadastro simplificado e comece a usar agora!